Inspirada na filha, estudante de Direito da Unimes aborda autismo em TCC

12/12/2017

Karina de Oliveira Lopes apresentou trabalho sobre inclusão escolar de alunos que apresentam TEA em Santos

A escolha do tema do TCC é, sem dúvida, um dos maiores desafios da vida universitária. No caso da estudante do 5º ano de Direito da Universidade Metropolitana de Santos (Unimes), Karina de Oliveira Lopes, a missão foi ainda mais intensa.

Mãe de duas meninas, Karina descobriu o inesperado durante seu período de estudos: sua caçula Isabela, de 3 anos, foi diagnosticada com o transtorno do espectro autista. "Por alguns meses, vivemos um luto imenso. Ao mesmo tempo, uma força surgia de maneira muito forte para que eu e o pai pudéssemos lutar em prol da nossa filha", relatou a estudante.

Vivendo 'na pele' as dificuldades do cotidiano - entre eles, as tentativas do desfralde e a ausência da fala - Karina decidiu pesquisar outro desafio que encontrou no dia a dia, o da inclusão no ensino básico. Para isso, abordou o tema no trabalho de conclusão de curso. "No meu TCC, explico a necessidade da presença do professor mediador nas relações escolares", descreve.

Intitulado "Inclusão Escolar para Autistas em Santos", o TCC aborda o papel dos professores mediadores e as leis Federal nº 12.764 e a Municipal nº 3.280/2016, ambas instituindo políticas públicas para garantia, proteção e ampliação dos direitos das pessoas com autismo. A orientação foi da professora Maria Edith Azevedo Marques.

"Orientar a Karina foi um grande aprendizado para mim. Fui sua professora no primeiro ano do curso, e vi a Isabela nascer. Sempre foi excelente aluna, mas a excelência do seu trabalho não se encontra apenas na sua competência enquanto estudante de Direito, mas principalmente no seu conhecimento empírico sobre o tema Autismo, justamente porque abraçou o tema, como abraça a própria filha", destacou a docente do curso de Direito. "Além de excelente como trabalho acadêmico, esse TCC teve um importante viés coletivo", concluiu Maria Edith.

Agora formada, Karina também se dedica aos estudos das provas da OAB. "Já fui aprovada na passada a primeira fase. Caso eu passar, quero lutar pelo direito de todos os deficientes", projeta a nova bacharel em Direito da Unimes.

© Todos os Direitos Reservados Universidade Metropolitana de Santos - Política de Privacidade