NOTA OFICIAL À IMPRENSA

12/05/2017

Nota Oficial a Imprensa.
Ref.: Falsificação de Documentos.


CENTRO DE ESTUDOS UNIFICADOS BANDEIRANTE – CEUBAN, associação civil sem fins lucrativos, mantenedora da UNIVERSIDADE METROPOLITANA DE SANTOS – UNIMES, inscrita no CNPJ/MF sob o nº. 02.837.041/0001-62, sediada à Rua da Constituição, nº. 374, Vila Mathias, na cidade de Santos, Estado de São Paulo, neste ato representado na forma de seu estatuto, através do Presidente, Sr. RUBENS FLÁVIO DE SIQUEIRA VIEGAS, por sua Pró-Reitora Acadêmica, Prof. Dra. Elaine Marcílio e o Advogado da Instituição de Ensino, Dr. Ricardo Ponzetto, vêm, mui respeitosamente, apresentar NOTA OFICIAL a respeito dos fatos concernentes a emissão de diplomas falsos em nome da Universidade:

Chegou ao conhecimento da Universidade, denúncia, que no Estado do Espírito Santo, no ano de 2015, estariam sendo emitidos alguns diplomas falsos em nome da UNIMES, em favor de terceiros que jamais fizeram parte dos registros acadêmicos.

Imediatamente, então, a IES formulou representação em 03/jul/2015, à Superintendência da Polícia Federal de Vitória ES, sob o protocolo nº 08285.008754/2015-65, justamente, para que fosse apurada autoria delitiva, e, por fim, a aplicação da Lei Penal.

Ainda no ano de 2015, a Polícia Civil do Estado do ES, pela Delegacia de Presidente Kennedy, de ofício, por tais fatos instaurou inquérito policial (IP nº 27/2015).

Em 22 de junho de 2016 a Secretaria Geral da UNIMES foi consultada, formalmente, via e-mail, pela Sra. Adina Ferreira Cora, do departamento de Gestão de Pessoas, da Secretaria da Educação do Estado do Espírito Santo-ES., com o seguinte título: “Assunto: Veracidade de documentos acadêmicos da Sr.ª Wemerson da Silva Nogueira”

A solicitação foi prontamente respondida, posto que, em consultas aos registros acadêmicos, o Sr. Wemerson da Silva Nogueira nunca constou como aluno da IES, conforme resposta via e-mail no mesmo dia 22/06/2016 e ofício resposta à SEDU do ES de 24/06/2016.

Recentemente, com a repercussão da participação do Sr. Wemerson da Silva Nogueira no Global Teacher Prize 2017, e a entrevista à Revista VEJA, a IES realizou nova consulta aos seus registros acadêmicos e confirmou a constatação anterior e, por isso, prontamente, por determinação da Magnifica Reitora, deflagrou procedimento próprio de investigação para apuração dos fatos, pois, há, praticamente, 12 meses já havia atestado a falsidade do referido diploma.

Com Portaria própria de instauração de sindicância a Universidade remeteu comitiva formada por membro do departamento jurídico, coordenadora pedagógica e secretaria geral ao Espirito Santo – ES., onde cobraram explicações e atualizações a respeito do tema, não só na SEDU-ES, mas também na delegacia responsável pelas investigações.

Posteriormente, então, tomou conhecimento da instauração do procedimento administrativo pela SEDU-ES para apuração dos fatos indicados.

Deste modo a Universidade deixa absolutamente claro e transparente que sua posição é, e será, a mesma, desde quando tomou conhecimento do documento apresentado pelo Sr. Wemerson da Silva Nogueira, pois o diploma não foi emitido pela UNIMES, tampouco tem registro do referido como aluno da mesma.

Ressaltamos que a UNIMES foi vítima de fraude e jamais compactuará com esse tipo de procedimento, por ser uma instituição séria, tradicional e que preza pela qualidade de ensino

© Todos os Direitos Reservados Universidade Metropolitana de Santos - Política de Privacidade